parceiros:







info@fotoadrenalina.com | +351.916 222 009





programa
condições e custos
reserva
imprimir
  1 a 16 agosto|2020

A nossa proposta
A Costa Rica é, provavelmente, o único país do mundo onde a natureza é o principal sustento e orgulho dos seus cidadãos. Viajar neste pequeno país da América Central é mergulhar num mundo verde de florestas antigas, lagos, vulcões e uma costa de mar azul, que nos remetem para um planeta fantástico, repleto de vida. Um paraíso para quem ama a natureza – e a fotografia.


Spots fotográficos
Parque Nacional Vulcão Poás
Parque Nacional Tortuguero
Parque Nacional Cahuita
Parque Nacional Vulcão Arenal
Reserva da Floresta Nebulosa de Santa Elena
Refúgio de Vida Selvagem Curicancha
Montezuma – Península de Nicoya
San José


Técnica Fotográfica abordada

Paisagem natural diurna e noturna, fotografia de natureza: rios e cascatas, florestas densas e chuvosas, e a sua fauna, nomeadamente aves, répteis e pequenos mamíferos.


Material fotográfico aconselhado
Tratando-se de uma experiência fotográfica, até um simples telemóvel poderá ser utilizado para registar as suas imagens. De qualquer modo, recomenda-se a utilização de uma câmara reflex, objectiva grande angular e teleobjectiva. Como material opcional, considere ainda a utilização de um tripé, cabo disparador e filtros de densidade neutra.


Destinatários
Esta experiência fotográfica destina-se a todos que gostam de fazer fotografia e viajar. O conhecimento fotográfico e o tipo de câmara que utiliza não são importantes, preferimos valorizar o olhar de cada um sobre o destino e que se interessem pelo enriquecimento cultural.

 

faixa_programa2020.png


Programa composto por 16 dias de viagem, incluindo dias de partida e chegada, utilizando transportes públicos (autocarro e barco) e transporte privado (autocarro).

As visitas indicadas no programa poderão ter a ordem alterada, de modo a favorecer os participantes.

San José, a capital da Costa Rica, não é certamente o melhor cartão de visita do país. Nesta cidadezinha modesta, sem grandes rasgos a nível arquitetónico, ainda subsistem alguns mercados populares interessantes - mas nada deixa antever a natureza primária e exuberante que encontraremos no resto do país, e que é a sua principal atração. O vulcão Poás, por exemplo, que fica a menos de 50 km da capital, é uma pérola a não perder: rodeado de floresta, abre-se numa cratera redonda, como um olho mirando o céu. Nas árvores encontramos grande diversidade de aves, esquilos atrevidos e a eventual preguiça, o animal mais emblemático da Costa Rica - difícil de avistar, mas fácil de fotografar, já que a sua velocidade não põe em causa os disparos.

A nossa viagem atravessa depois o país em várias direções, embrenhando-nos nas paisagens de costa, vulcões e floresta que tão justamente dão ao país a fama de ser um paraíso para os fotógrafos de natureza. 

Começamos pela costa das Caraíbas e pelo Parque Nacional Tortuguero, uma área de natureza deslumbrante onde água e terra se confundem em canais, e onde, uma vez por ano, as tartarugas vêm desovar. O mar quente e azul vai acompanhar-nos até Cahuita, onde uma larga tira de floresta e praias de areia branca acompanham a costa, habitat de guaxinins, preguiças, iguanas e muitos outros exemplares de uma fauna fotogénica e abundante.

Regressamos à capital, apenas para seguir caminho em direção a uma das áreas mais fascinantes – e visitadas – do país: o vulcão Arenal e a floresta nebulosa de Monteverde e Santa Elena. Do vulcão, às vezes, só se pressente a sua presença gigantesca e verde, que buscaremos por trilhos e miradouros; mas as nuvens, o vento e a chuva ainda adensam mais a beleza arcaica da floresta que cobre os montes da região. Árvores gigantescas, folhas do tamanho de telhados de casas, flores de formas raras e, mais uma vez, uma fauna igualmente extraordinária, estarão ao dispor dos nossos olhos e lentes durante as caminhadas que aqui faremos. Os mais intrépidos terão também oportunidade de observar este mundo tão especial de pontes suspensas ou de ziplines que passam sobre a copa das árvores.       
Terminada a exploração do interior do território, voltamos à costa, desta vez à Península de Nicoya, no Oceano Pacífico. Em Montezuma encontramos uma combinação de floresta, praia e quedas de água, que resulta num final relaxado e feliz para a nossa viagem. Quem sabe teremos direito a um apoteótico por do sol no mar, à vista dos macacos que nos espreitam do alto das palmeiras?

 A viagem acaba na “grande cidade”, San José, antecâmara do regresso à Europa. Tempo de guardar as últimas imagens de um país que, certamente, vai deixar saudades.

 

programa_costarica1.jpg

programa_costarica2.jpg

programa_costarica3.jpg

programa_costarica4.jpg

programa_costarica5.jpg

programa_costarica6.jpg

programa_costarica7.jpg

programa_costarica8.jpg

programa_costarica9.jpg

programa_costarica10.jpg


© 2009 Fotoadrenalina | optimizado para 1024 x 768 | Fotoadrenalina é uma marca registada