parceiros:







info@fotoadrenalina.com | +351.916 222 009 | +351.916 222 029





programa
condições e custos
reserva
imprimir
  23 setembro a 8 outubro - últimos lugares!

A nossa proposta
Não é por acaso que o Canadá tem sido, repetidamente, considerado um dos melhores destinos turísticos do Planeta e, para esta expedição, escolhemos o melhor que este país tem para oferecer: os Parques Nacionais das Montanhas Rochosas e a Ilha de Vancouver, com as suas paisagens deslumbrantes e fantástica vida selvagem e as cidades de Vancouver e Victoria.

Spots Fotográficos
· Parques nacionais das Montanhas Rochosas (Kootenay, Banff, Jasper e Yoho) + Glacier National Park e as suas paisagens e vida selvagem: ursos, alces, veados, lobos, cabras e carneiros das Montanhas Rochosas, aves de rapina
· Vancouver Island e a sua vida selvagem: orcas, leões marinhos,
· Cidades de Vancouver, Victoria, Nelson (a mais bela cidadesinha do Canadá), Revelstoke; Fort Steele Heritage Town; Osoyoos
· E.C. Manning Provincial Park

Técnica Fotográfica
Paisagem natural e urbana.
 
Material Fotográfico
Tratando‐se de uma experiência fotográfica, até um simples telemóvel poderá ser utilizado para registar as suas imagens. Para esta viagem recomendamos a utilização de uma câmara reflex, com um leque variado de objetivas: grande angular, teleobjetiva e macro, esta última a pensar em pormenores dos cristais de sal. Pode também precisar de tripé, se optar por fotografar à noite no deserto, assim como cabo disparador e filtros de densidade neutra.

Destinatários

Esta experiência fotográfica destina-se a todos que gostam de fazer fotografia e viajar. O conhecimento fotográfico e o tipo de câmara que utiliza não são importantes, preferimos valorizar o olhar de cada um sobre o destino e o interesse pela natureza que o rodeia.


programa.jpg

 

Do 1º ao 16º dia:
Voo Portugal-Vancouver

A nossa expedição terá início em Vancouver, British Columbia, uma das mais fascinantes cidades da América do Norte. Daqui, viajaremos até às magníficas paisagens das Montanhas Rochosas, através da Crowsnest Highway, atravessando o surpreendente Vale do Okanagan e a encantadora região das Kootenays.
(Voltaremos a Vancouver, para, com mais calma, usufruirmos dois dias de descoberta e assimilar as inesquecíveis experiências coleccionadas durante esta expedição).

E.C. Manning Provincial Park
Localizado relativamente perto de Vancouver, este, que é um dos mais populares parques naturais na província de British Columbia, será a nossa primeira paragem.
Depois de um café no histórico Manning Park Resort, rapidamente subiremos ao miradouro Cascades Lookout, a 1650 m, de onde poderemos disfrutar de uma esplêndida panorâmica da cordilheira das Cascades que se estende até ao norte da Califórnia. O Dry Ridge Trail, já na zona sub-alpina do parque permitir-nos-á descobrir um pouco da beleza deste parque de montanha. Aves como o gaio-azul, ou o quebra-nozes-de-Clark, e pequenos mamíferos como a pika e a tâmia (chipmunk) são alguns dos animais que, frequentemente, podem ser observados deste trilho.

Osoyoos, BC
No vale do rio Okanagan, junto à fronteira com os EUA, Osoyoos é uma singularidade para um país como o Canadá. A paisagem desértica, os cactos e a abundância de coiotes e cascavéis não enganam – estamos no limite norte do Deserto de Sonora!
Antes de atravessarmos o lago Okanagan, o Spotted Lake será um local a fotografar. Graças à deposição de minerais, este lago, reverenciado pelas tribos nativas locais, transforma-se, durante o verão, num cenário policromático extremamente interessante, formado por um conjunto de lagoas circulares de diferentes colorações.
Uma visita ao Nk'Mip Desert Heritage Centre, gerido pela tribo local, proporcionará belas paisagens do deserto e uma compreensão do modo de vida dos índios do vale do Okanagan.

Nelson, BC
A primeira pernoita.
No coração das Kootenays, na margem do Lago Kootenay e junto às montanhas Selkirk, Nelson é considerada, por muitos, a mais bela cidadezinha do Canadá.
Nelson sempre foi uma cidade onde os cidadãos pensam à frente do seu tempo. Quando, em outros locais, se destruíam edifícios históricos, para darem lugar a edifícios modernos, em Nelson revitalizava-se o centro histórico e trazia-se nova vida à cidade, que conta com 350 edifícios classificados. Não foi por acaso que, durante a Guerra do Vietname, Nelson foi o mais popular refúgio para draft dodgers (jovens que se furtavam ao recrutamento militar). Esta capacidade de atracção de espíritos livres mantém-se e Nelson continua a chamar, a si, artistas, escritores e entusiastas dos desportos de montanha, que escolhem fixar-se aqui.
Esta história reflete-se no ambiente relaxado, na vida nocturna, nos bares e restaurantes, e nas galerias de arte.

Fort Steele Heritage Town, BC
Fort Steele é uma das mais bem conservadas povoações Canadianas da época do Oeste Sem Lei! Na verdade, no local onde uma barcaça permitia a travessia do Rio Kootenay, Fort Steele nasceu para que a lei pudesse ser trazida à região das West Kootenays.
Tal como um bom vinho, esta povoação da corrida ao ouro, que nunca chegou a ser uma cidade-fantasma, envelheceu bem, e os habitantes locais e a província de British Columbia tiveram o bom senso de a conservar. Graças a esta boa ideia, hoje, podemos passear pelas ruas da pitoresca povoação, beber uma bebida no saloon, comprar biscoitos numa padaria do Sec. XIX, fotografar o bulício de pessoas em trajes de época ou, simplesmente, visitar os vários edifícios, entre os quais o antigo quartel da Polícia Montada.
 
Parques nacionais das Montanhas Rochosas: Kootenay, Banff, Jasper e Yoho.

O ponto mais alto desta aventura fotográfica! As paisagens das Montanhas Rochosas Canadianas são um sonho para qualquer fotógrafo: montanhas de picos escarpados, glaciares e campos de gelo imponentes; lagos de águas azul-turquesa, verdes prados alpinos, floridos, florestas a perder de vista, vales encaixados, rios de águas turbulentas, canyons, cataratas e vida selvagem.
A nossa entrada neste conjunto de parques Património da Humanidade far-se-á pelo Kootenay National Park. Aqui, teremos a oportunidade de fazer o nosso primeiro trek nesta região: 11 Km até à imagem perfeita do Floe Lake.
Pernoita na cidade de Radium Hot Springs, BC, no Kootenay National Park.
O Banff National Park, em Alberta, é o parque que se segue. Criado em 1885, Banff é o mais antigo parque nacional Canadiano, e, de todos, o mais celebrado. Pernoitaremos na encantadora cidade de Banff, onde teremos a oportunidade de visitar o Fairmont Banff Springs Hotel com o seu ar de castelo encantado, e as nascentes termais.
Fotografaremos o Mout Rundle das margens do Vermillion Lake, aventurar-nos-emos pelo Johnston Canyon, e observaremos a vida selvagem nas margens do Bow River (não podemos esquecer que estes parques são território de vida selvagem. Alces, veados wapiti, ursos pretos e grizzly, cabras e carneiros das Montanhas Rochosas são alguns dos animais que poderemos ter a sorte de fotografar). As águas azul-turquesa do Lake Louise e do Emerald Lake – este último talvez a imagem mais reproduzida das Montanhas Rochosas – também não escaparão às nossas objectivas.
A nossa road trip levar-nos-á através da Icefields Parkway, no Jasper National Park, até à povoação de Jasper e ao Maligne Lake (outra das paisagens mais celebradas das Montanhas Rochosas), passando pelo Peyto Lake, Columbia Icefield, Athabasca Glaciar, Athabasca Falls, Sunwapta Falls…
Despedimo-nos dos parques das Montanhas Rochosas no Yoho National Park, cujo nome nativo diz tudo: “Maravilha”! Aqui faremos outro trek memorável, até ao Lake McArthur.
De novo na estrada, na descida do Kicking Horse Pass, não deixaremos de fotografar os Spiral Tunnels, famosos túneis ferroviários onde, numa imagem, conseguimos capturar a locomotiva emergindo do túnel, enquanto a mais de centena e meia de vagões, carregados de carvão, entra no mesmo túnel, mais acima.
 
Glacier National Park
Criado, apenas, um ano depois do Banff National park, o Glacier National Park também faz parte do conjunto das “jóias da coroa” do serviço de parques nacionais do Canadá.
Mais ainda do que nas Montanhas Rochosas, esta é uma paisagem de cumes escarpados, onde a forte precipitação anual proporciona uma das maiores concentrações de glaciares, fora das terras árcticas e, no fundo dos vales, florestas de chuvas, onde as árvores gigantescas são cobertas de musgos e dois animais se destacam: o urso-grizzly, o caribou-da-montanha.
Segundo os especialistas, é no Glacier National Park que se encontram os melhores trilhos da América do Norte e o Abbot Ridge é o melhor de todos. Este será o nosso último, grande, trek, desta expedição, e que nos permitirá disfrutar de uma das mais espectaculares vistas desta viagem.
A despedida desta região far-se-á em Reveltoke, encantadora cidade das Kootenays, nascida do grande projecto de construção da ferrovia Trans-Canadá, que, aqui, foi finalizada.

Vancouver Island

Antes de regressarmos à cidade de Vancouver, ainda navegaremos até à Ilha de Vancouver, para visitarmos Victoria, a sedutora capital provincial de British Columbia, e fotografarmos orcas e outra vida selvagem, no seu ambiente natural.
Na ponta Sul da Ilha de Vancouver, Victoria é uma cidade que se esforça por manter o charme e a herança britânica, que se pode sentir, por ex., quando passeamos no Inner Harbour, com o Fairmont Empress Hotel e os edifícios do parlamento provincial.
A não perder, o Royal British Columbia Museum que, num país que se destaca pela qualidade da sua museologia, é um dos melhores museus do país. O impacto com que, aqui, contactamos com a cultura das tribos do Pacífico Noroeste é avassalador. Poderemos fotografar livremente, neste museu.
Mais a Norte, Campbell River é, talvez o melhor local do Mundo para observar orcas, no seu meio natural. Vários cardumes habitam o estreito entre a Ilha de Vancouver e os fjords do continente e, aqui, a percentagem de sucesso no avistamento destes cetáceos é, quase, 100%. Melhor, ainda, a paisagem de ilhas arborizadas e pequenas baías proporciona cenários excelente para a fotografia. Regra geral, há oportunidade de observar e fotografar outros exemplares da vida selvagem desta província Canadiana.

Vancouver

A jóia do Pacífico. Com um dos mais belos enquadramentos naturais que o Planeta Terra pode proporcionar, esta metrópole, vibrante e sofisticada, tem sido, consecutivamente, considerada a melhor cidade do Mundo para se viver. Em qualquer local em que nos encontremos, vemos água, montanhas ou espaços verdes. Muitas vezes, tudo de uma só vez! É uma cidade onde podemos, por exemplo, mergulhar de manhã, esquiar de tarde, jantar num excelente restaurante e ir a um concerto de um cantor ou banda de projecção mundial, tudo num só dia.
Vancouver é uma cidade cuja energia nos contagia, onde nos sentimos em casa, onde queremos ficar. Para sempre.
Será em Vancouver que terminamos esta nossa aventura. Serão dois dias para explorar e disfrutar e assimilar todas as experiências desta nossa aventura no Canadá.

Voo de regresso a Portugal


© 2009 Fotoadrenalina | optimizado para 1024 x 768 | Fotoadrenalina é uma marca registada