parceiros:







info@fotoadrenalina.com | +351.916 222 009





programa
condições e custos
reserva
imprimir
  10 a 21 junho

A nossa proposta

A Islândia desde 2009 tem sido um destino de eleição para viajar e fotografar com o Fotoadrenalina. Juntamos nesta viagem muitos ingredientes que deixa qualquer viajante fascinado com este país.

Em veículo próprio, fora das excursões turísticas, iremos percorrer de Norte a Sul, de Este a Oeste, onde cada dia passaremos por paisagens diferentes. São impressionantes cascatas, o grandioso glaciar, o surpreendente géiser, a maravilhosa vida animal, as incríveis paisagens vulcânicas que nos faz viajar para este inesquecível país.


Spots fotográficos

. Cidade de Reykjavik

. Géiser

. Cascata de Gullfoss

. Placas Tectónicas

. Cascata de Seljalandsfoss

. Cascata Godafoss

. Dakota Wreck, avião caído na praia

. Praias de areia preta

. O maior glaciar da Europa - Vatnajokull

. A maior cascata da Europa Dettifoss

. Paisagens vulcânicas de Krafla

. As baleias

. Puffins - papagaios do mar

. Blue Lagoon - Um dos melhores spa's do mundo

. Kirkjufell - montanha em formato de igreja


Técnica fotográfica abordada

Paisagem natural e vida animal.


Material fotográfico aconselhado

Tratando‐se de uma experiência fotográfica, até um simples telemóvel poderá ser utilizado para registar as suas imagens. Para esta viagem recomendamos a utilização de uma câmara reflex, com um leque variado de objetivas: grande angular, teleobjetiva e macro, esta última a pensar em pormenores dos cristais de sal. Pode também precisar de tripé, se optar por fotografar à noite no deserto, assim como cabo disparador e filtros de densidade neutra.


Destinatários

Esta experiência fotográfica destina-se a todos que gostam de fazer fotografia e viajar. O conhecimento fotográfico e o tipo de câmara que utiliza não são importantes, preferimos valorizar o olhar de cada um sobre o destino e o interesse pela natureza que o rodeia.


 

faixa_programa2020.png


1º dia a 12º dia

Portugal / Islândia (REYKJAVIK)

 

Spots fotográficos:

Géiser

Cataratas de Gullfoss

Placas Tectónicas


Ao chegar vamos para o Hotel em Reykjavik, mas a nossa viagem começa pela zona considerada o Golden Circle, e sem dúvida que faz jus ao nome, visto que temos 3 importantes cenários para ver e fotografar. 

O Parque Nacional de Thingvellir foi onde se declarou a independência da Islândia em 1944. Mas a importância vem de ser um ser um local onde se podem observar as fraturas que atravessam a região nomeadamente, a junção entre a placa Americana e a Euroasiática, formando um canhão de consideráveis proporções.

Daqui seguimos em direção ao Géiser, que entra em erupção a cada 4 a oito minutos e ao "explodir" atinge cerca de 20 metros de altura, mas podemos ser surpreendidos por uma "explosão" de mais de 40 metros.

Passamos a outro cenário fotográfico, também com água, mas completamente diferente – a Gullfoss. A violência da água a correr pelo imenso caudal torna esta catarata num potencial fotográfico. Temos vários pontos de vista que nos dão resultados fotográficos diferentes.

Com cerca de 70m de largura e 32m de altura, a água que vem do glaciar Langjokull torna esta cascata numa das mais bonitas da Islândia.
Ao final do dia passamos por Reykjavik.


Spots fotográficos:

Cascata de Seljalandsfoss e Skógafoss

Praias de areia preta

Dakota Wreck, avião caído na praia


Deixamos a capital e partimos em direção a Vik.
A primeira paragem é para a cascata de Seljalandsfoss. É uma das mais conhecidas, porque podemos passar literalmente por detrás da própria cascata com os seus 65 metros de altura e é incrivelmente bonita.

Ao percorrer mais uns quilómetros, vamos encontrar mais outra famosa cascata e das mais fotografadas, a Skogafoss. São cerca de 65 metros de altura e consegue-se chegar muito próximo dela, para assim nos apercebemos da verdadeira dimensão. Há uma escadaria que sobe até ao topo da cascata, embora a vista seja deslumbrante, o ponto de vista da cascata não é tão impressionante como de baixo.

O acidente do avião no sul da Islândia em 1973 de um modelo Douglas Dakota e pilotado por James Wicke, tornou-se famoso pelos inúmeros video clips publicitários e de música, onde aparece a carcaça deste avião. São cerca de 4 km a pé até poderemos fotografar este icon da Islândia, mas vale a pena.

De seguida, vamos voltamos à estrada e vamos à procura das praias de areia preta e a famosa praia Dyrholaey. A beleza não é só pela areia preta mas pelas formações rochosas altamente fotogénica.

Acabamos o dia em Vik, uma pequena e pacata vila.

 

Spots fotográficos:
O maior glaciar da Europa - Vatnajokull


Fazemo-nos à estrada para estar em volta do maior Glaciar da Europa. Até chegar ao glaciar que o vamos avistando ao longo da estrada, as paisagens mudam significaticamente, o que nos faz fazer várias paragens, todas elas compensadoras pelas magnificas fotos que podemos captar. A vida animal, marinha e as aves vão também ser nossos temas fotográficos.
Toda a paisagem envolvente é fotogénica com sol ou com nuvens, por isso espera-se grandes enquadramentos e composições neste dia no maior Glaciar da Europa.

Este glaciar cobre 8% do país, e a espessura de gelo pode atingir 1000 metros. Vatnajokull tem vindo a diminuir de tamanho, possivelmente pelas alterações climáticas.

A beleza do Parque Nacional de Vatnajökull não passou despercebida no cinema ou na televisão. Muitas cenas famosas foram filmadas aqui, começando com James Bond: A View to Kill em 1985. Outros filmes notáveis ​​com cenas aqui incluem Batman Begins, Lara Croft: Tomb Raider e James Bond: Die Another Day. O mais famoso, no entanto, dos muitos lugares em Vatnajökull foram usados ​​no Game of Thrones da série HBO.

Mas a expedição em lancha rápida vai ser a parte da grande aventura deste dia. Vamos poder ver o glaciar de perto e as centenas de icebergues existentes no lago mais famoso, o Jokulsarlon.

Spots fotográficos:
Road nº1 até Akureyri

Puffins


De volta à estrada, seguimos pela estrada nº1 onde passamos por inúmeras vilas, planícies, montanhas, vales, vida animal e aves.
A fotografia de estrada é interessante porque podemos ver mais rapidamente as  mudanças de paisagens e da luz.
Faremos as paragens necessárias para fazer “aquela” fotografia especial e mais cuidada.
Assumir no enquadramento o interior do carro, permite acentuar o conceito de fotografia de viagem.

Iremos fazer uma paragem para um dos momentos mais "fofos" desta viagem. Os puffins, também conhecidos pelo nome de papagaios do mar, são uma espécie protegida na Islândia. Será o momento para fazer aquela foto tão desejada destes pássaros. São milhares nesta reserva que vamos ver, será difícil falhar a foto.


Spots fotográficos:

A maior cascata da Europa Dettifoss

Paisagens vulcânicas de Krafla

Godafoss


Uma paisagem imponente, de 40m de altura e 100m de largura dentro de um canyon, o que a torna a maior cascata da Europa, é a Dettifoss. O impressionante caudal de água vindo do glaciar Vatnajökull faz que esta cascata seja uma das mais importantes da Islândia. Uma pequena caminhada leva-nos mesmo à parte mais próxima da queda de água. Será impressionante ver o poder da água tão próximo.

Mas a mais fotogénica cascata da Islândia fica para o fim, a Godafoss, a cascata dos Deuses. As suas várias quedas de água tornam-a uma das mais belas.


A paisagem vulcânica de Krafla, em tons amarelados são excelentes. Mas nestas paisagens não reina só o amarelo do enxofre, mas também os tons negros da lava, onde iremos caminhar literalmente sobre lava sólida, sempre acompanhados com várias crateras que nos mostram a origem daquelas paisagens.


Spots fotográficos:

As baleias

Myvatn


A experiência fotográfica com as Baleias no mar e num barco, é dos spots fotográficos mais aguardados. Nesta altura do ano há praticamente 97,7% de garantia de serem avistadas (dados oficiais), desde a Blue Whale de cerca de 30m e 190 t., à Humpback Whale, com cerca de metade do tamanho, mas com 35 t.
Serão 3 horas de verdadeira "caça" fotográfica às baleias.

Se as baleias nos trazem a adrenalina, o lago Myvatn traz-nos a serenidade. Repleto de vida animal, sobretudo aves, é constituído por várias pseudo-crateras que tornam a paisagem harmoniosamente bucólica.

 

Spots fotográficos:

Road nº1
Kirkjufell


Parte do dia será para fazer estrada, mas cheio de recantos para fotografar.
Vamos percorrer parte do Norte e Oeste da Islândia, com outro tipo de paisagens e cenários fotográficos. Chegaremos ainda a tempo de fazer um final de tarde na montanha mais conhecida da Islândia, Kirkjufell, que muitos dizer ter servido de inspiração para a construção da igreja de Reykjavik, mas que a série Guerra dos Tronos a vaio tornar ainda mais desejável de ser fotografada. 


Spots fotográficos:

Blue Lagoon - Um dos melhores spa's do mundo

cidade de Reykjavik


Terminamos esta viagem na capital, Reykjavik, a típica cidade nórdica, mas muito fotogénica com as suas casas coloridas, mas também com a sua arquitectura moderna como a Harpa, a casa da música da Islândia.
A alguns kms de Reykjavik fica uma das melhores paisagens da Islândia.
A paisagem negra das pedras vulcânicas com o musgo verde a envolver a pedras, cria um cenário deslumbrante para a fotografia. Juntamos a isso lagos de água do mar, de um azul turquesa e sílica e temos as melhores fotografias.
Mas não finalizamos sem passarmos por um banho neste SPA de águas quentes e sílica, para relaxar e recordar todos os momentos desta Experiência Fotográfica na Islândia.


 

Islândia / Portugal


programa_islandia1.jpg


programa_islandia2.jpg


programa_islandia3.jpg


programa_islandia4.jpg


programa_islandia5.jpg


programa_islandia6.jpg


programa_islandia7.jpg


programa_islandia8.jpg


programa_islandia9.jpg


programa_islandia10.jpg


programa_islandia11.jpg


programa_islandia12.jpg



© 2009 Fotoadrenalina | optimizado para 1024 x 768 | Fotoadrenalina é uma marca registada